Fundada em Sergipe Academia de Letras de Entidades Paramaçônicas

Início/Notícias/Fundada em Sergipe Academia de Letras de Entidades Paramaçônicas

Fundada em Sergipe Academia de Letras de Entidades Paramaçônicas

No último sábado (15), o Núcleo Alfa Cotinguiba da APJ-Ação Paramaçônica Juvenil, patrocinado pela Loja Simbólica Cotinguiba nº 235, congregou o Estado de Sergipe através de cerimônia/reunião virtual, realizando a Fundação da Academia Paramaçônica de Letras, Ciências, Cultura e Artes do Núcleo Alfa Cotinguiba da Ação Paramaçônica Juvenil Maçom Walmir Lopes de Almeida.

Na cerimônia, estiveram presentes representantes do GOB-Grande Oriente do Brasil de Brasília e Sergipe, Veneráveis de Lojas Maçônicas de Sergipe e de todos os núcleos Apejotistas do estado, além de representantes de outras entidades paramaçônicas, como a Ordem DeMolay, Ordem dos Escudeiros, Filhas de Jó, Ordem da Cavalaria, além de escritores, ativistas culturais e os presidentes da Academia Sergipana de Letras, Academia de Letras de Aracaju e Academia de Letras Estudantil de Sergipe.

A reunião foi ministrada pelo Ductor(presidente) do Núcleo Alfa Cotinguiba, Eduardo Angelus de Almeida, contando com o ilustre depoimento do fundador da APJ, Adison do Amaral, que foi homenageado como patrono da Cadeira Nº1 e como Presidente de Honra Nacional da Academia, que disse estar muito feliz com a iniciativa dos sobrinhos apejotistas, definindo-a como uma Academia pioneira não apenas no Brasil, como no mundo, por englobar todas as Entidades Paramaçônicas. Eduardo fez um discurso de fundação apresentando pequena biografia do Patrono, o Maçom Walmir Lopes de Almeida, que muito contribuiu para a cultura do nosso estado e leu o estatuto com os 33 Patronos das Cadeiras que foram homenageados.

Dentre os representantes do Grande Oriente do Brasil, o Secretário Nacional de Entidades Paramaçônicas Arquiariano Bites fez uso da palavra, demonstrando o seu enorme entusiasmo pela realização do projeto e o desejo de vê-lo expandindo-se nacionalmente. Já o presidente da Academia Sergipana de Letras, Anderson Nascimento, elogiou efusivamente a iniciativa e se dispôs ajudar no que for preciso. O escritor e acadêmico|Domingos Pascoal, que também é presidente de honra da Academia, elogiou o jovem Eduardo pela brilhante atuação em sua gestão na APJ e disse ser um marco indelével esse projeto.

Para o Venerável-Mestre da Loja Simbólica Cotinguiba, Carlos Augusto Bitencourt, “a iniciativa demonstra a determinação do Núcleo, não paralisando suas ações e projetos, mesmo diante do isolamento e do distanciamento social provocados pela pandemia do COVID-19, tornando possível, em menos de um ano de reativação, a consolidação dessa Academia, que contará com atividades, de cunho educativo, envolvendo a produção de monografias, textos, palestras, sorteio de livros, premiações, pesquisas e participações em eventos do Estado, havendo um sistema de premiações e moções honrosas internas, promovendo ações para que a academia esteja sempre viva e cumprindo com o seu papel. Convidamos Eduardo para reativar nosso Núcleo e para nossa grata surpresa, ele nos devolveu essa confiança com trabalho, ideias e projetos realizados. Hoje somos referência nacional perante o GOB.”.

O projeto se tornou possível com a finalização do I Concurso Literário do Núcleo Alfa Cotinguiba, o qual resultará na I Antologia Literária das Entidades Paramaçônicas do Núcleo Alfa Cotinguiba, com os textos dos vencedores e participantes, sendo prefaciada por Adison do Amaral, além de conter ainda um poema de sua autoria. Eduardo anuncia que paralelamente, outros projetos estão em desenvolvimento como a Revista Cotinguiba, a Biblioteca Paramaçônica Física e Virtual Orlando Carvalho Mendonça, a Galeria dos Ductors Carlos Augusto Bittencourt e o Shopping itinerante de acessórios Maçônicos e Paramaçônicos do Núcleo Alfa Cotinguiba.

Isso tudo, no entanto, é apenas o começo, pois, como o Núcleo já havia noticiado ao longo do semestre passado, a segunda etapa do seu Concurso Literário será a nível nacional e, com o apoio das Entidades Paramaçônicas do Estado de Sergipe, a Academia de Letras crescerá, auxiliando a fundação de outras e promovendo assim a fundação de uma Academia Paramaçônica de Letras de Sergipe.

As entidades paramaçônicas juvenis são patrocinadas pela Maçonaria e englobam jovens, homens e mulheres, de 7 a 21 anos, auxiliando na formação moral e cívica, promovendo ainda atividades de filantropia e cidadania, sem nenhum vínculo com religião ou algo do tipo.

Segundo o Ductor Eduardo Angelus, que também é presidente fundador da Academia, “estamos investido de forma maçiça na cultura dos Apejotistas e de todos os integrantes das entidades paramaçônicas. Muitos outros projetos do nosso Núcleo serão lançados em breve que também contribuirão para o fortalecimento de todas as entidades paramaçônicas. Nosso lema é trabalho. Tudo pelo Brasil, tudo pela Pátria. RES NON VERBA!(Ações, não palavras.)”.

 

Fonte: Ascom/NAC/APJ

By | 2020-08-27T10:08:30+00:00 agosto 27th, 2020|Notícias|Comentários desativados em Fundada em Sergipe Academia de Letras de Entidades Paramaçônicas